Para se pensar um pouco…

bateu_a_preguica-2Atualmente vemos em capas de revistas, vemos nas chamadas de TV, percebemos até em cada esquina que passamos, como é crescente o mercado de pequenos animais. Mais e mais as pessoas adquirem esses pequenos bichanos com o intuito de satisfazer seu filho que sempre quis um bichinho, ou ganhar uma compania para seus dias solitários, para “substituir” filhos, ou seja, sempre, independente da situação, para trazer mais alegria ao lar.

As lojas de ração ampliam suas prateleiras, os banho e tosa multiplicam-se, os pet shops perdem-se em meio a tanta diversidade de produtos que oferecem. Cresce a indústria farmacológica, esteticista e por aí vai.

Porém, frente a tantos avanços, acreditamos a primeira vista que feliz são agora nossos estimados pets, quando esquecemos que todo esse materialismo, consumismo, não faz parte da natureza de nosso animal de compania.

É ótimo que esse mercado cresça, mas tão importante quanto ele é a nossa consciência animal. Ou seja, termos senso ( o bom, de preferência) de tudo aquilo que se refere a posse responsável, educação, cuidados gerais com a saúde do nosso bichano.

Precisamos ter nitidamente a clareza de que há uma enorme diferença entre humanizarmos um animal e tratá-los bem. amoranimal-1

Nosso bichinho precisa de gratidão, carinho, amor. Faz parte do instinto desses, que diferente de nós, conservam a flor da pele esses mais nobres valores.

É essencial cuidarmos bem desse que vive dia-a-dia ao nosso lado, mas sempre lembrando que tudo na natureza precisa de EQUILÍBRIO. Saindo desse, há a doença.

Afagar nosso pet, dar-lhe alimento de boa qualidade, água fresca e a vontade, assim como educação, condições de sanidade, cuidados veterinários, atenção diária, compania e estar ciente de que é um ser que depende de nós até os últimos dias de sua vida faz parte da nossa rotina quando adquirimos um animal de estimação.

Dar uma vida saudável e gratificante ao animal também inclui não esquecermos que apesar de ser mais uma parte de nossa família, de nossa vida enfim, é um animal, que possui suas necessidades de sua natureza, a qual jamais deve ser mascarada ou privada. merlinmorgana

Para que exista equilíbrio, nós sejamos plenamente felizes como seres humanos, eles, como animais, e essa interação seja saudável a ambas as partes, é imprescendível que nossa moralidade acompanhe proporcionalmente todo esse crescimento tecnológico a nossa volta. Criarmos ou aprimorarmos nossa PERCEPÇÃO dos reais valores que levarão a um progresso na sociedade e principlamente do bem-estar geral.

 

Acredito, que um dos primeiros passos seria observarmos ( e enxergarmos!)  mais nossos queridos pets, que nos ensinam, e nisso insistem, diariamente.b36ziP974553-02

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s