Afinal, o que é a homeopatia?

Ainda existe muita confusão da parte de muitos curiosos e leigos sobre a base da homeopatia.

Falar sobre homeopatia ainda gera muita discussão, muita polêmica, muitas dúvidas e ainda, infelizmente, muita incredibilidade. Acredito eu, que isso é decorrente principalmente por se tratar de uma NOVA área na medicina, pois a homeopatia começou a ser estudada em 1790 e a partir daí começou a crescer pela Europa, tendo seu reconhecimento no Brasil, como especialidade médica, apenas em 1980. 

Mas enfim, o que se trata de homeopatia?

A homeopatia é uma medicina holística  que se baseia na lei dos semelhantes. Dessa forma, busca a cura do indivíduo através de um medicamento homeopático que seja o mais parecido possível com as características do paciente.

Os medicamentos homeopáticos são extraídos do reino animal, vegetal ou mineral. TODOS esses medicamentos foram pesquisados e EXPERIMENTADOS EM HOMEM SÃO. Portanto, não há um sintoma sequer, que um medicamento provoque que não seja conhecido pela homeopatia.

Todas as pessoas e animais, possuem características individuais, assim como uma maneira particular de demonstrar a doença, que vão caracterizá-lo com  um determinado medicamento homeopático, que será o seu “simillimun” ( semelhante).

O objetivo do tratamento na homeopatia é reorganizar sua energia vital. Pois toda doença é um desequilíbrio da mesma. Esse reequilíbrio energético deve trazer o alívio dos sintomas de forma mais rápida, menos agressiva e mais duradoura possível. Isso sim é a CURA na visão homeopática.

Todas as enfermidades são tratáveis pela homeopatia ( exceto casos cirúrgicos ou que o animal esteja com extrema debilidade orgânica). Desde as emergenciais até as mais crônicas. O que vai mudar é a forma como o animal vai responder e  em que tempo. Mas praticamente, como funciona?

O tratamento é prescrito em fórmulas líquidas, pós ou glóbulos. Poderão ser dados em dose única, repetindo após 15 dias, ou mensalmente, ou somente quando necessário, dependendo de sua potência e do enfermo em questão.

A dose, frequência e potência do medicamento homeopático a ser utilizado, assim como tudo na medicina holística, é variável de acordo com as características do enfermo e não da doença.

Quando uma doença se manifesta ela se expressa pelas camadas mais superficiais como a pele para começar seu caminho interiorizando cada vez mais a doença, e consequentemente atingindo os órgãos mais vitais até a mente.

Quando se inicia um tratamento homeopático a resposta é inversa, ou seja, a cura começa de dentro para fora, dos órgãos mais vitais para as camadas mais externas.

A homeopatia é uma ciência, como qualquer outra especialidade médica. E diferente de todas as outras, possui princípios FIXOS e rígidos, pois tudo que se usa atualmente é o que já foi descoberto e experimentado, não existindo então novos efeitos colaterais ou novas possibilidades de medicamentos.

Os animais são tão susceptíveis a medicina homeopática quanto os seres humanos; e a aplicação da mesma resgata muitas vezes um elo que havia se perdido entre animal e proprietário; pois médico e cliente aprendem a PERCEBER  mais seu animalzinho, e não só obervá-lo mais.

 Cada vez mais a aplicação da mesma como medicina e também os avanços na  física quântica,  mostram-nos o quanto a homeopatia faz sentido e principalmente, traz a cura.

É necessário que as pessoas cada vez mais leiam a respeito e procurem fontes confiáveis para se informar, profissionais capacitados para conversar a respeito e aplicá-la, pois como se trata de uma medicina, sendo mal aplicada também causa efeitos prejudiciais, além de divulgar a incredibilidade da terapia.

Essa alternativa de tratamento pode ser adjuvante a qualquer outro tratamento que o animal esteja recebendo. Também é compatível com qualquer espécie, inclusive atualmente já se usa em plantas. E com o advento da homeopatia colabora-se também na criação do leite orgânico, carne orgânica, plantações orgânicas, etc.

A homeopatia apenas soma no amplo leque da medicina e de nossa incessante busca de uma qualidade de vida melhor. E cresce cada vez mais não para substituir a nossa medicina tradicional ocidental, mas sim para acrescentar, dando mais uma opção de tratamento, mais um caminho para que se  chegue ao mesmo objetivo: a cura ( bem-estar) do paciente.

3 comentários em “Afinal, o que é a homeopatia?”

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s