Dermatofitose e medicina alternativa

Paciente: Tina

Raça: Lhasa Apso

Idade: 3  anos

Queixas: há mais de um ano apresentava lesões de pele características de dermatofitose (doença de pele causada por fungos).  Os sinais clínicos eram de coceira, mau cheiro, pelagem opaca, com locais de vermelhidão de pele e umidade.

O animal recebeu durante 05 dias Sulph CH30. Após 45 dias foi reavaliada: estava com a pelagem brilhante, sem mau cheiro, o prurido havia diminuído e as lesões haviam melhorado mas estavam presentes ainda. Logo, recebeu durante mais 5 dias Sulph CH100 e uma dietoterapia por 30 dias onde a ração foi reduzida e foi acrescentado alimentos a sua dieta, conforme suas características. Nesse caso, a dieta prescrita incluía fígado de boi, carne de porco, aveia, arroz, milho, batata, repolho, cenoura, couve, tomate, entre outros alimentos.

A fitoterapia também foi adjuvante com tanchagem para borrifar, chá de calêndula e bardana.

50 dias após os sintomas começaram a recidivar, então recebeu  Merc CH 30 durante 05 dias e 60 dias depois o animal recebeu alta, pois estava completamente saudável: sem lesões de pele, sem prurido, sem mau cheiro, alegre e brincalhona.

Foram necessários 6 meses de tratamento, com 3 prescrições homeopáticas com auxílio de uma dietoterapia e fitoterapia baseadas na medicina chinesa.

Doenças crônicas como era o caso de Tina, necessitam de tempo para que o organismo reorganize sua energia vital. Cada medicamento homeopático tem sua função,  exteriorizando mais a doença, na busca do equilíbrio e cura do paciente. Na homeopatia, o paciente tem sua cura de dentro para fora, ou seja, primeiro era necessário curar seus desequilíbrios energéticos mais internos para que então percebessemos a sua camada mais externa saudável ( pele).

5 thoughts on “Dermatofitose e medicina alternativa”

  1. Maristela,
    parabéns pela resposta do paciente e pela tua sensibilidade, porque acredito que com o amor dedicado a cada paciente, nos conecta com o Universo para compreendermos o desequilibrio de cada um e poder ajuda-los como Vets Homeopata achando o medicamento semelhante que levará a cura. Uma missão, um caminho maravilhoso que a Homeopatia na Veterinaria nos proporciona porque vamos também nos conhecendo e evoluindo nesta caminhada por este planeta. Bjus e muita luz hj e sempre.

  2. Dra, tenho uma lhasa com os mesmos problemas descritos que a Tina.
    Gostaria de iniciar o tratamento com minha cachorrinha.
    Poderia informar a dosagem e como devo ministrar?
    Ela sofre muito de tanto que se coça.
    Desde já, agradeço sua atenção.
    Att

    1. Lembro mais uma vez que o tratamento homeopático eficiente é aquele individualizado! portanto, o medicamento da Tina certamente não será o medicamento da sua cachorrinha por mais que os sintomas sejam muito parecidos. É necessário uma avaliação única do paciente em questão para se chegar ao medicamento homeopático mais adequado a ele. Realizo consultas virtuais, que poderia ajudar muito seu caso. Se houver interesse pode me contatar por email, a disposição.
      abço!

  3. Bom dia, tenho 2 cão da raca Goldem, são irmão por parte de pai , eles tem 8 anos; nadam todos os dias mas seco com soprador e tento deixar eles bem secos devido aos problemas de fungos. sofrem com problemas de pele dermatofitose ja fiz alguns tratamentos com HTL 100 e antibioticos para pele,
    so que melhora mas depois volta.Quero tratar com homeopatia ou florais fiquei sabendo sobre um floral crab apple não sei se vai funcionar , poderia disser se possso dar o sulph ch 30 por 5 dias e depois sulph ch 100 por mais 5 dias?

    1. olá Marcia. Como pode ler em outros posts publicados no site, explico que a homeopatia aplicada adequadamente é aquela que individualiza o paciente. Pois a homeopatia trata o paciente e não a doença. O sulphur é um medicamento homeopático que tem afinidade com problemas de pele, mas isto não quer dizer que terá eficácia para todos os cães com problema de pele, pois estará assim levando em conta apenas o problema de pele e não a totalidade do indivíduo a ser tratado.
      E não vejo lógica alguma em medicar com CH30 e após CH100… não condiz com a teoria filosófica e científica da homeopatia.
      A medicação inadequada poderá ocasionar efeitos colaterais, ineficácia do tratamento ou apenas uma melhora temporária como já está tendo agora. Caso tenha interesse em mais informações, ou uma avaliação de seus cães entre em contato pelo email maristelasch@hotmail.com

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s