DDI em gatos x acupuntura

A Doença do Disco Intervertebral (DDI) é uma afecção de coluna que normalmente envolve um processo degenerativo da estrutura do disco intervertebral, podendo causar inflamação local, compressão medular, que vão ocasionar dores e dificuldades locomotoras. A intensidade destes sinais clínicos vai variar de acordo com o local da coluna afetado (de acordo com a inervação acometida) e grau de lesão, sendo que nos casos mais graves percebemos paresia ou paralisia de um ou mais membros.

O diagnóstico pode ser feito em alguns casos através de raio-x porém o mais indicado é a tomografia que poderá nos indicar o local exato da lesão e qual o grau de inflamação/degeneração/compressão/ calcificação, etc.

No caso do paciente em questão, o diagnóstico foi feito através de raio-x que mostrou sinais degenerativos em discos intervertebrais da região lombo-sacral (terço final da coluna, próxima a cauda).2016-03-15 11.15.42

O Bob, é um felino macho, da raça Persa, tem cinco anos de idade e há um ano apresenta esse diagnóstico. Desde então vem sendo tratado com antiinflamatórios esteroidais e não esteroidais. Porém, começou a apresentar sobrecarga no fígado devido ao uso intenso de medicações e com a suspensão da medicação antiinflamatória apresentou piora do quadro clínico de dor: começou a relutar muito para subir em sofás, cadeiras, escadas, não demonstrava muito interesse em comer, brincar, começou a ficar muito irritado, e quando andava apresentava uma claudicação bastante acentuada de membro pélvico e torácico.

Então há aproximadamente 45 dias iniciamos o tratamento com acupuntura com 2 sessões por semana; associamos ao tratamento medicações fitoterápicas com função analgésica, nutracêuticos com função antiinflamatória e protetores de cartilagem (ômega 3EPA/DHA, glucosaminas, vitamina C, etc) , Florais da Amazônia (para atuar nos pontos inflamatórios e também dar conforto mental já que o animal mostrava-se mais irritadiço por conta da dor), Reiki (promover equilíbrio dos chakras e assim harmonia entre o físico e mental) .

2016-03-15_09.15.58 (1)A partir da 8º sessão (4º semana de tratamento) observamos uma melhora bastante significativa. O animal já não claudicava tanto ao andar, já subia em sofás, prateleiras, escadas, estava alimentando-se normalmente, sua sobrecarga hepática foi sanada e o animal estava com comportamento muito afável, sem irritações, muito mais tranquilo.

O tratamento ainda persiste porém com a melhora fazemos sessões uma vez na semana.

Como se trata de um problema degenerativo, é importante um acompanhamento com a acupuntura por toda a vida, porém com sessões mais espaçadas ( a cada 3 meses ou a cada 06 meses- depende de cada paciente). Também é fundamental dar continuidade a suplementação com nutracêuticos que fortalecem sistema imunológico tornando-o menos predisposto a inflamações e crises agudas de dor.

Florais da Amazônia, Reiki, acupuntura, fitoterápicos são exemplos de terapias que podem substituir um medicamento químico, ou em alguns casos em que se precise recorrer ao tratamento convencional, essas terapêuticas podem funcionar muito bem também de maneira conjunta com os químicos.

O Bob precisou por uma semana receber corticóides, no início do tratamento com a acupuntura, pois sua dor era muito intensa, mas isso não nos impediu de entrar com as terapêuticas complementares que além de aliviar as dores também protegem o organismo dos efeitos colaterais das medicações.2016-03-15 11.35.42 (1)

As terapias alternativas permitem depois retirar as medicações químicas e manter a estabilidade do quadro clínico saudável, com muito mais segurança.

Focamos o tratamento no paciente e não em seus sintomas. A cada paciente percebo o quanto está relacionado o físico com o mental e vice-versa.

Animal com sobrecarga hepática, mostra-se nervoso, irritável, com dor articular, sem mobilidade, rígido. Através do estudo pela Medicina Chinesa observamos que cada órgão tem relação com uma emoção. O fígado relaciona-se com tendões, com ligamentos, com movimentos, também é o orgão que rege a emoção da Ira quando em desequilírio.

E assim notamos claramente que tudo está interligado e é dessa forma que deve ser tratado, como um ser vivo amplo e inteiro e não em frações, segmentos ou momentos.

Restaurar o equilíbrio, trazer bálsamo para as dores físicas e mentais. Essa é a finalidade de toda ferramenta holística.

Vida longa e saudável ao BOB! Que as plantas e a boa energia tenham sempre essa comunicação aberta com seu ser.

 

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s